Ir para o conteúdo

Apertem os cintos: tiros no RJ e no RN mostram como será a última semana de campanha 

Falta exatamente uma semana para sabermos quem será o presidente do país nos próximos 4 anos e o dia de hoje é uma demonstração de como serão os próximos dias.

No Rio de Janeiro, depois de chamar a ministra Carmen Lúcia de “vagabunda”, o ex-deputado Roberto Jefferson, apoiador da candidatura do presidente Bolsonaro, decidiu atirar contra a Polícia Federal em resistência à prisão. Em frente a sua casa, um repórter cinematográfico foi agredido por um apoiador de Jefferson. A vítima chegou a convulsionar no local.

No Rio Grande do Norte, uma movimentação em apoio à Lula com a presença da Governadora Fátima foi interrompida por tiros. Segundo testemunhas, homem em uma moto atirou para cima. Ainda não se sabe se alguém ficou ferido. A governadora foi retirada às pressas do local.

Apertem os cintos. Essa semana terão muitas fake news, violência, pesquisas com números para todos os gostos, abusos. Foi nisso que o Brasil se transformou.

Publicidade

Matérias Relacionadas
×
Cookie

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Fechar